Ana Avila – rabdomiossarcoma aos 9 meses; câncer de mama aos 35 anos

Ana Avila – rabdomiossarcoma aos 9 meses; câncer de mama aos 35 anos

15/10/2018

Aos 9 meses de idade em função de um câncer fiz uma exenteração, precisei retirar o olho esquerdo e aos 35 anos retirar a mama esquerda. Uma vida e dois cânceres – louco, né? Uma perda é visível, está na “cara” –  a outra está “guardada” e é exposta apenas na intimidade.
Do primeiro câncer não tenho lembrança da dor física e readaptação cognitiva, porque eu era apenas um bebê. A visão monocular desde cedo facilitou um pouco as coisas, já que eu não lembro como era enxergar com os dois olhos. Às vezes brinco que o fato de ter um olho só não significa que eu tenha apenas um neurônio. Sofri muito preconceito, muito bullying, mas me acostumei a ser forte, ignorar o preconceito e seguir minha vida.
Já com o câncer de mama, aos 35 anos, senti todos os estágios: a dor física , da alma e os obstáculos da readaptação a nova realidade.

Duas fases da vida completamente diferentes, onde os desafios, perdas e danos são igualmente densos.
Mais uma vez eu tive que perder pra ganhar! Loucura isso, né?! A pessoa precisa perder fisicamente pra se manter viva?? Sim! É ai que entra o lance de praticar a gratidão, cuidar da alma e do coração, olhar pra vida com alegria e olhar pro outro com respeito! Olho pra vida e sinto orgulho dos amigos que fiz, da família que tenho, dos projetos e desejos que não me deixam parar de sonhar, viver e aprender!

Feliz foi o dia que aceitei o convite de Flavia Maoli pra participar da feira de autoestima do Projeto Camaleão! Era julho de 2016 estava fazendo quimio e envolvida com gravações do Canal Força Gurias no YouTube, dois projetos com a mesma intensão: promover com leveza autoestima de pacientes.
Desde então amizades e projetos cheios confiança, empatia e muito amor começaram a transformar em grandes ações das quais tenho orgulho em fazer parte!
O câncer ironicamente me libertou, transformando todo medo camuflado de perfeccionismo em coragem e vontade de aprender!
Foi assim que me senti quando recebi o convite pra ser curadora do Brechó da Casa Camaleão e ser parte da equipe.
Gratidão em poder trabalhar em algo que amo e o melhor com propósito!

Relacionados


Ana Avila – rabdomiossarcoma aos 9 meses; câncer de mama aos 35 anos

Aos 9 meses de idade em função de um câncer fiz uma exenteração, precisei retirar o olho esquerdo e aos 35 anos retirar a mama esquerda. Uma vida e dois cânceres – louco, né? Uma perda é visível, está na “cara” –  a outra está “guardada” e é exposta apenas na intimidade. Do primeiro câncer não […]

Continue lendo >

Juliana Rizzieri – câncer de mama aos 39 anos

“Você está com câncer.” Quem nunca teve arrepios ao imaginar ouvir essas palavras? Eu ouvi. Eu não acreditei. Sabia que essa frase cairia na minha vida organizada e perfeita com o poder de destruição de um tsunami, e ela caiu assim mesmo. O que eu não sabia é que esse cataclisma resultaria em mais transformação […]

Continue lendo >