Tratamento do melanoma: o que esperar?

Por Camaleão 12 de Fevereiro | 2021

Conteúdo patrocinado pela Novartis

 

 

Tratamento do melanoma: o que esperar?

A confirmação do diagnóstico de melanoma pode gerar muitas dúvidas e preocupações sobre como será o tratamento. Mas é importante saber que, embora o melanoma seja uma das formas mais agressivas de câncer de pele, existem diferentes maneiras de combatê-lo.1,2

Na hora de optar por uma das linhas de tratamento, o médico especialista deve levar em conta uma série de fatores, entre eles:1,3

  • A idade e a saúde geral do paciente
  • O estágio e a localização do tumor
  • A presença de alterações genéticas
  • O risco do câncer retornar mesmo após o tratamento.1,3

 

Os casos de melanoma em estágio inicial

Geralmente os melanomas em estágios iniciais podem ser tratados por meio de uma cirurgia que remove o tumor e uma pequena área da pele ao redor dele. Este procedimento – também chamado de excisão cirúrgica – pode ser a única intervenção necessária.1,2

Muitas vezes, a cirurgia é feita com anestesia local, e desde que não haja complicações, o paciente retorna para casa no mesmo dia. O tempo de recuperação varia de uma a duas semanas, e depende da espessura do melanoma e da extensão do corte.4

 

Biópsia do linfonodo sentinela: o que é isso?

Algumas vezes pode ser necessário realizar uma biópsia do linfonodo sentinela. Isso é importante porque trata-se do método-padrão para saber se o câncer atingiu linfonodos, que têm um papel importante no bom funcionamento do sistema imunológico para combater infecções e doenças, buscando entender se o melanoma se espalhou para áreas próximas. Se os resultados confirmarem que o melanoma se espalhou, poderá ser necessária outra cirurgia ou outros tratamentos.1-4

 

Como é o tratamento dos melanomas avançados?

Para melanomas em estágios mais avançados, ou para aqueles que têm mais chance de recorrer, além da cirurgia pode ser recomendado um tratamento adjuvante, a exemplo da imunoterapia ou da terapia-alvo (esta apenas se o melanoma apresentar uma mutação genética). Essas linhas terapêuticas podem ser usadas sozinhas ou em combinação umas com as outras. Em alguns casos, radioterapia ou quimioterapia também podem ser consideradas na luta contra um melanoma avançado.1-4

Cada caso é um caso. Antes do início do tratamento, é importante conversar com o médico e considerar os possíveis benefícios e efeitos colaterais para que a melhor opção seja escolhida individualmente!1

 

E depois do tratamento?

O acompanhamento é realizado durante os primeiros cinco anos após o término do tratamento – nesse período, as consultas devem ser frequentes e podem ocorrer a cada 3 ou 6 meses.4,5 Também pode ser necessária a realização de exames de sangue ou de imagem, como radiografias, ressonâncias ou tomografias, para verificar se o melanoma retornou ou se há presença de efeitos colaterais do tratamento.4,5

Ao fim dos cinco anos, é importante manter uma rotina de pelo menos uma consulta anual com um dermatologista. Além disso, o autoexame é indispensável – a maioria dos médicos recomenda que isso seja feito uma vez por mês, por toda a vida. Isso porque quem já teve melanoma tem maior risco de que a doença apareça novamente.4,5

Cuidar-se e monitorar o aparecimento de novas pintas e manchas é fundamental.4,5 Na dúvida, procure um médico especialista!

 

Referências

  1. Skin Cancer Foundation. Melanoma Treatment. Disponível em https://www.skincancer.org/skin-cancer-information/melanoma/melanoma-treatments/. Acesso em janeiro de 2021.
  2. American Cancer Society. If You Have Melanoma Skin Cancer. Disponível em https://www.cancer.org/cancer/melanoma-skin-cancer/if-you-have-melanoma.html. Acesso em janeiro de 2021.
  3. American Cancer Society. Treatment of Melanoma Skin Cancer, by Stage. Disponível em https://www.cancer.org/cancer/melanoma-skin-cancer/treating/by-stage.html. Acesso em janeiro de 2021.
  4. American Academy of Dermatology. I’ve been diagnosed with melanoma. Now what? Disponível em https://www.aad.org/public/diseases/skin-cancer/types/common/melanoma/after-diagnosed. Acesso em janeiro de 2021.
  5. American Cancer Society. Living as a Melanoma Skin Cancer Survivor. Disponível em https://www.cancer.org/cancer/melanoma-skin-cancer/after-treatment/follow-up.html. Acesso em janeiro de 2021.

 

Categorias: Blog, Melanoma

Postagens Relacionadas

Participe do Desafio CB 03 de Outubro | 2021

Participe do Desafio CB

Dia Mundial do Doador de Medula 30 de Setembro | 2021

Dia Mundial do Doador de Medula

Leucemia não é tudo igual 30 de Setembro | 2021

Leucemia não é tudo igual

@projetocamaleao

Acreditamos que o câncer pode ser uma sentença de vida!

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo. Clique em Saiba Mais para acessar nossa Politica de Privacidade. Saiba mais

Confirmar