Quimioterapia: dicas para amenizar os efeitos colaterais

Por Camaleão 23 de Fevereiro | 2021

A quimioterapia é um dos tratamentos de câncer mais eficazes disponíveis, porém, infelizmente, ao combater células cancerígenas de crescer rapidamente, destrói também células saudáveis, principalmente as dos folículos capilares, do trato digestivo, da boca e da medula óssea, causando efeitos colaterais indesejados.

Uma coisa é certa: nem todos reagem da mesma forma à quimioterapia e não são todos os medicamentos que causam efeitos colaterais. Felizmente, à medida que a ciência do câncer progrediu, foi possível controlar e mitigar os efeitos indesejáveis da quimioterapia. Quais sintomas você experimenta - e quão graves eles são - dependerá de quais substâncias são incluídas em seu tratamento e como seu corpo reage a elas.

O Brasil deverá registrar 625 mil novos casos de câncer a cada ano até 2022, segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer). Mesmo assim, não existem fórmulas únicas para combater os efeitos colaterais advindos do tratamento quimioterápico. Uma ideia interessante é manter um registro de seu tratamento de quimioterapia em um só lugar. Isso o ajudará a se lembrar de detalhes sobre quando você teve efeitos colaterais, por quanto tempo eles duraram e o que ajudou a melhorá-los.

Compartilhamos aqui algumas maneiras de lidar com os efeitos mais comuns da quimioterapia:

 

Mantenha-se ativo

O cansaço é provavelmente o efeito colateral mais universal do tratamento quimioterápico. É provável que logo após as sessões de quimioterapia, você se sinta cansado e sem disposição. Esse efeito é cíclico, então tende a diminuir até o próximo tratamento. Por isso, não deixe a canseira te abalar!

Uma das maneiras de se sentir menos esgotado durante o tratamento é escolher uma atividade física prazerosa para seguir. Seja ir para a academia ou uma caminhada no parque, até mesmo uma aula de dança ou yoga, a ideia é manter o corpo em movimento. Uma noite de sono bem regulada e cochilos curtos ou pausas para descanso (menos de 30 minutos) durante o dia são também uma alternativa para aliviar a exaustão.

Cuidado! A fadiga às vezes pode ser um sinal de anemia - ter poucos glóbulos vermelhos para transportar oxigênio para o corpo - o que também pode ser resultado da quimioterapia. Por isso, avise seu médico se você tiver este efeito colateral e não deixe de lado uma dieta balanceada que inclua proteínas e beber de 8 a 10 copos de água todos os dias.

 

 

Tome medicação para acalmar náuseas, vômitos e diarréia

Outros dos efeitos mais comuns - e temidos - da quimioterapia são náuseas e vômitos. Nesse sentido, alguns medicamentos podem ser aliados no combate a esses desconfortos. A ciência dispõe de um arsenal de medicamentos anti náusea eficazes.

Além de medicação, você pode ajudar a conter o enjoo trocando as três grandes refeições por várias pequenas refeições ao dia (de 5 a 6), evitando alimentos gordurosos ou picantes e mantendo a cabeça elevada por uma hora depois de comer.

Beba líquidos uma hora antes ou depois, em vez de durante as refeições. Suco de maçã ou chá de gengibre são ótimas pedidas. A dieta também deve incluir alimentos nutritivos como frutas, legumes, carnes, peixes, ovos, sementes e cereais integrais, dando preferência aos alimentos orgânicos.

Técnicas de acupuntura e relaxamento - respiração profunda, ouvir música, meditar, ler um livro - também podem ajudar a aliviar as náuseas relacionadas à quimioterapia.

 

Seja gentil com o seu cabelo (ou a perda dele)

Alguns quimioterápicos matam as células dos folículos capilares, fazendo com que o cabelo fique mais fino ou, em alguns casos, caia completamente. Por isso, recomenda-se o uso de um pente de dentes largos em vez de escova.  Evite puxar demais e fazer rabos de cavalo, modelar usando um secador de cabelo ou ferro e faça uma pausa nos tratamentos químicos. Os primeiros fios que voltam a crescer muitas vezes são fracos e quebradiços, por isso dedique carinho especial ao seu novo cabelo.

Outro método que pode ajudar a prevenir a perda dos fios é a chamada hipotermia do couro cabeludo por meio do Cold-Cap. Essa técnica aperta e contrai os vasos sanguíneos do couro cabeludo reduzindo a quantidade de químicos que chegam às células dos folículos capilares e prevenindo a perda de cabelo.Vários hospitais e clínicas já dispõem da técnica, porém ela é contraindicada para alguns tipos de câncer.  

 

Pedrinhas de gelo (ou sorvete!) contra o ressecamento da boca

Os quimioterápicos, às vezes, prejudicam as células saudáveis ??do revestimento da boca, o que pode resultar em feridas geralmente dolorosas. Estudos indicam que chupar lascas de gelo durante o tratamento pode reduzir o risco dos machucados. O sorvete, além disso, ajuda contra mal-estar e náuseas. Outra opção para prevenir e curar essas feridas é o tratamento com laser - converse com seu médico sobre esta técnica. 

Importante! Se você desenvolver uma ferida durante o tratamento de quimioterapia, não deixe de enxaguar a boca antes e depois das refeições e na hora de dormir. Se as dores persistirem, contate seu médico.

 

Lave as mãos com frequência

A quimioterapia pode suprimir a função imunológica do nosso sistema, reduzindo o número de glóbulos brancos produzidos pela medula óssea. Essas células desempenham um papel fundamental no combate a invasores virais e bacterianos.

 Para reduzir suas chances de adoecer durante o tratamento, fique extremamente vigilante quanto a lavar as mãos. Higienize-as antes e depois de comer, antes de tocar olhos, boca e nariz e, caso esteja longe de água corrente, desinfete as mãos com álcool em gel.

Se você tiver qualquer sinal de alerta de infecção, avise seu médico imediatamente. Quanto mais cedo uma infecção for detectada, mais fácil será o tratamento.

 

Procure grupos de apoio

Além do cuidado em manter seu corpo saudável durante o tratamento contra o câncer, nunca esqueça a mente. Os grupos de apoio incluem uma variedade de abordagens diferentes que podem te ajudar a lidar melhor com os sintomas da doença, sejam eles físicos ou emocionais.

O Projeto Camaleão oferece atendimento multidisciplinar gratuito para pacientes com qualquer tipo de câncer. Aqui, você encontra um local seguro para compartilhar e trabalhar os desafios do tratamento. O nosso projeto tem como missão promover o acolhimento, a assistência e a reinserção social das pessoas com câncer, por meio do fortalecimento de sua autoestima e autonomia.

Para participar de nossas atividades, envie uma mensagem de Whatsapp para (51) 9968-47450 que nossa equipe irá lhe atender.

Postagens Relacionadas

@projetocamaleao

Acreditamos que o câncer pode ser uma sentença de vida!