Como reconhecer o melanoma?

31/08/20

Tags:,

A detecção precoce faz toda a diferença no tratamento do melanoma. Se descoberta em estágio inicial, a doença tem mais de 90% de chance de cura³.

A maioria das pessoas têm pintas, e quase todas são inofensivas. Uma pinta normal é geralmente uniformemente colorida, podendo ser plana ou elevada, redonda ou oval e geralmente tem menos de 5 mm de diâmetro. Algumas pintas podem ser de nascença, mas a maioria aparece durante a infância ou na adolescência. Pintas que aparecem na vida adulta devem ser examinadas por um médico².

Para possibilitar o diagnóstico precoce, é importante a realização do autoexame da pele da cabeça aos pés, uma vez por mês, procurando por qualquer lesão suspeita². O primeiro passo é saber diferenciar as pintas normais de anormais; quais alterações cutâneas podem indicar um melanoma; e qual método pode ser utilizado para ajudá-lo a notar qualquer alteração².

 

REALIZANDO O AUTOEXAME DA PELE

 

Você deve saber o padrão de manchas, pintas, sardas e outras marcas em sua pele para que você note quaisquer manchas novas ou mudanças nas manchas existentes¹.

Os autoexames de pele são melhor realizados em uma sala bem iluminada em frente a um espelho de corpo inteiro¹. Use um espelho de mão para ajudar a olhar as áreas difíceis de ver, como a parte de trás das coxas¹. Examine todas as áreas, incluindo as palmas das mãos e plantas dos pés, couro cabeludo, orelhas, unhas e costas¹. Amigos e familiares também podem ajudá-lo com esses exames, especialmente nas áreas de difícil visualização, como couro cabeludo e costas¹.

Quaisquer manchas na pele que sejam novas ou mudando de tamanho, forma ou cor devem ser examinadas imediatamente por um médico. Certifique-se de mostrar ao seu médico todas as áreas que o preocupam e peça ao seu médico para examinar as áreas que podem ser difíceis de ver¹.

 

 

SINAIS DO MELANOMA 

 

Muitas vezes os primeiros sinais do melanoma são o surgimento de uma alteração pigmentada na pele ou de modificações de tamanho, forma ou cor de uma pinta ou mancha pré-existente².

 

Para detectar melanomas ou outros tipos cânceres de pele é importante ficar atento a alguns sinais como:

– Manchas escuras sob as unhas de mãos ou pés, nas palmas das mãos, plantas dos pés, ou nas membranas mucosas;

– Novas manchas ou pintas com forma irregular;

– Crescimento e/ou mudança de cor e/ou textura em pintas ou manchas já existentes;

– Coceira, sensibilidade ou dor;

– Sangramentos ou lesões que não cicatrizam;

– Vermelhidão ou inchaço.

 

A regra ABCDE é outro guia para os sinais usuais do melanoma. Fique atento e informe o seu médico sobre manchas que têm qualquer uma das seguintes características¹:

A de Assimetria: uma metade da pinta ou mancha é diferente da outra parte.

B de Borda: as bordas são irregulares, entalhadas, chanfradas ou borradas.

C de Cor: a cor não é toda a mesma e pode incluir diferentes tons de marrom ou preto, ou às vezes com manchas de rosa, vermelho, branco ou azul.

D de Diâmetro: o diâmetro é maior que 5 milímetros.

E de Evolução: uma pinta ou mancha vem mudando de tamanho, forma, cor, aparência ou coçando ou sangrando.

Fonte: Instituto Melanoma Brasil

 

A Regra do Patinho Feio é outra ferramenta que ajuda a identificar sinais suspeitos de melanoma³. A regra parte do princípio que as pintas benignas existentes no corpo de uma pessoa seguem o mesmo padrão. Assim, ao examinar a pele, fique atento a lesões que, assim como o “Patinho Feio” da história infantil, destoam das demais e têm tamanho, formato, espessura, coloração e outras características diferentes do padrão³.

 

REFERÊNCIAS: 

1- American Cancer Society https://www.cancer.org/cancer/melanoma-skin-cancer/detection-diagnosis-staging/detection.html

2 – Saúde Novartis  https://saude.novartis.com.br/melanoma-metastatico/sinais-e-sintomas-do-melanoma/

3 – Melanoma Brasil https://www.melanomabrasil.org/new-sinais_sintomas/